sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Os meus ultimos 7 meses - 2ª parte

Como devem imaginar, comer sem moderação não nos trás grandes vantagens, pelo o contrário. O meu corpo começava a dar sinais de algum "cansaço", falta de ar em pequenos esforços, frequentemente doente, náuseas, enjoos, etc….
Nada disto era bom sinal. Mas estava a gostar, comer sabia-me bem e dava-me gozo (basicamente, era muito feliz).

Mas o despertar para a realidade mais tarde ou mais cedo iria acontecer. 3 meses depois de começar esta dieta insane, o meu juízo voltou a mim e decidi mudar de rumo e dieta novamente.

O que me fez despertar?

Acho que o facto de vestir sempre as mesmas roupas, e porque a grande maioria me deixaram de servir, acho que ajudou, mas quando me olhei ao espelho com real atenção é que me apercebi da calamidade em que me tinha tornado. Senti-me desfigurado, mas ao mesmo tempo motivado, e foi este o momento mais importante dos meus últimos 7 meses.

Em 3 meses tinha atingido os 76kg (nada mau). Era altura de mudar.

Mudei a minha alimentação, reduzi (atenção: não eliminei, apenas reduzi) nos hidratos de carbono, às refeições o prato predominante era as fontes de proteína (carne e peixe), passei a alimentar-me mais vezes ao dia (total de 7, no mínimo), e algo muito importante, voltei ao desporto.

A parte do sofrimento no desporto fica para o próximo post. Até breve!!!

Sem comentários:

Enviar um comentário